fgts inativo e ativo

fgts inativo e ativo

O Sistema do Fundo de Garantia do Tempo de Servi?o (FGTS) é uma das principais conquistas dos trabalhadores brasileiros. O FGTS foi criado em 1966 com o objetivo de proteger os empregados em caso de demiss?o sem justa causa, além de proporcionar benefícios como a aquisi??o da casa própria e a garantia de uma renda complementar na aposentadoria.

No entanto, muitas pessoas desconhecem a existência de duas modalidades do FGTS: o FGTS inativo e o FGTS ativo. Neste artigo, iremos abordar as diferen?as entre essas duas formas de aplica??o do fundo, bem como os benefícios e as restri??es de cada uma delas.

O FGTS ativo é o saldo do fundo que está sendo atualizado mês a mês, conforme as contribui??es feitas pelo empregador. é considerado ativo o período em que o trabalhador está vinculado a algum contrato de trabalho, seja ele temporário ou permanente. O valor acumulado pode ser utilizado para diversas finalidades, como o financiamento de imóveis, o pagamento de parte do valor de um imóvel, o pagamento de parte do valor de um imóvel, entre outras op??es previstas em lei.

Já o FGTS inativo é aquele que n?o está mais recebendo depósitos, geralmente por conta de rescis?es contratuais anteriores. Quando um trabalhador é demitido sem justa causa, ele tem direito a sacar o valor do FGTS referente ao período trabalhado na empresa. Após o saque, esse saldo passa a ser considerado inativo. No entanto, existem algumas restri??es para o saque do FGTS inativo, sendo necessário aguardar um período determinado pelo governo para ter acesso ao dinheiro.

Uma das principais restri??es para o saque do FGTS inativo é a necessidade de comprova??o de que o trabalhador ficou pelo menos três anos sem contribuir para o fundo após a demiss?o. Além disso, o período para saque é estabelecido pelo governo de acordo com algumas diretrizes econ?micas do país. Em geral, o saque do FGTS inativo está liberado em momentos de crise econ?mica, quando o governo busca estimular o consumo e movimentar a economia.

é importante destacar que o FGTS inativo n?o é considerado uma poupan?a, pois n?o gera rendimentos mensais como o FGTS ativo. No entanto, o valor acumulado pode ser utilizado para diversos fins, como pagamento de dívidas, investimentos ou até mesmo como uma reserva financeira.

Em suma, o FGTS ativo e inativo s?o formas diferentes de aplica??o do Fundo de Garantia do Tempo de Servi?o. Enquanto o FGTS ativo é o saldo do fundo que está sendo atualizado mês a mês, o FGTS inativo é aquele que n?o recebe mais depósitos. Ambas as formas possuem benefícios e restri??es específicas, sendo importante conhecer os seus direitos e as possibilidades de utiliza??o do saldo acumulado.

No Brasil, o FGTS é um direito fundamental do trabalhador brasileiro e conhecer suas modalidades é essencial para garantir um futuro financeiro mais estável. Portanto, cabe aos trabalhadores estar sempre informados e tomar decis?es financeiras adequadas às suas necessidades e objetivos.